Museu D. João VI

Histórico

O Museu Dom João VI da Escola de Belas Artes/UFRJ tem sua história iniciada no século XIX. Após um século da fundação da Academia, em 1937, o acervo foi dividido com o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), pois em 1937 (também ano de criação do Serviço de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) a enorme coleção foi desmembrada. A maior parte ficou no MNBA e a outra parte, voltada ao ensino e, portanto, mais didática, foi distribuída entre as salas e os ateliês da Escola Nacional de Belas Artes (ENBA). As duas instituições, no entanto, ocupavam o mesmo prédio: o MNBA na parte da frente, voltada para a avenida Rio Branco, e a ENBA a sua parte posterior, na esquina das ruas Araújo Porto-Alegre e México.

A Escola permaneceu nesse local até 1975, quando, já incorporada à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e com o nome de Escola de Belas Artes (EBA) adquirido em 1971, foi transferida para o campus da Ilha do Fundão (Ilha da Cidade Universitária), passando a ocupar alguns andares do prédio da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). No novo endereço as obras continuaram distribuídas pelas diversas salas e pelos ateliês. Em 1979, preocupado com a sua conservação, o então diretor da Escola, Prof. Almir Paredes Cunha, resolveu reuni-las, criando, assim, um Museu, ao qual a Congregação deu o nome de Museu D. João VI por sugestão do Professor Armando Sócrates Schnoor. O Museu localizou-se no segundo andar do Prédio da FAU e foi organizado em sua museografia pela professora Ecyla Castanheira Brandão sendo o seu mobiliário expositivo desenhado pelo professor Almir Gouvêa Gadelha. A partir desse momento sua finalidade era a de preservar a memória do ensino artístico oficial e de fomentar o estudo e a pesquisa da História da Arte Brasileira. Ele veio responder à necessidade da criação de um espaço institucional de preservação do patrimônio e memória do ensino de arte, reunindo obras da produção da Academia Imperial de Belas Artes, da ENBA e parte da história recente da EBA/UFRJ.

Em 2004 a professora Sonia Gomes Pereira elaborou o Projeto Memória da Arte Brasileira dos Séculos XIX e XX: revitalização do Museu D. João VI da EBA/UFRJ que foi apresentado a PETROBRAS Cultural. O projeto foi aprovado no MINC, na rubrica da Lei Rouanet, e o contrato de patrocínio assinado em julho de 2005 entre a PETROBRAS e a Fundação Universitária José Bonifácio. Estavam previstas três ações básicas no Museu: 1) a expansão do Banco de Dados Informatizados e a disponibilização do catálogo do acervo em site on line, 2) a higienização e a conservação do acervo e 3) a modernização da Reserva Técnica.

Com esse apoio foi possível a realização das metas iniciais. Em abril de 2006 foi decidido pela Congregação da EBA a adesão à proposta de integração das bibliotecas da EBA, FAU e IPPUR no espaço onde funcionava o Museu D. João VI e sua conseqüente mudança para o sétimo andar (local da antiga Biblioteca da EBA).

Atualmente o Museu D. João VI agrega um acervo de 800 gravuras, 837 desenhos, 65 desenhos arquitetônicos, 480 pinturas, 560 esculturas, 595 diplomas de premiação, 253 porcelanas, 167 fotografias, 47 obras têxteis, 22 móveis, nove vitrais e 4.928 moedas/medalhas, compreendendo duas coleções distintas a Coleção Didática e a Coleção Ferreira das Neves.

O Museu D. João VI cumpre o papel importante de preservar a memória da Escola de Belas Artes e também de possibilitar a pesquisa sobre a arte e o ensino artístico para todos que têm interesse sobre a história da Instituição.

Texto baseado em PEREIRA, Sonia Gomes. O novo Museu D. João VI. Rio de Janeiro: EBA/UFRJ, 2008.

Saiba mais sobre o Museu em: www.museu.eba.ufrj.br

 

Endereço

ESCOLA DE BELAS ARTES
Av.Pedro Calmon,  550 - 7º andar
Cidade Universitária - Ilha do Fundão
CEP 21941-590 – Rio de Janeiro, RJ

MUSEU DOM JOÃO VI

Exposições

O acervo permanente do Museu está à disposição para visitação e pesquisa, no horário das 10 às 16 hs.

 

Galeria de Artes

Saiba mais sobre o Museu em: www.museu.eba.ufrj.br


Acervo

As coleções da antiga Academia Imperial, depois Escola Nacional de Belas Artes e hoje EBA/UFRJ, foram formadas por obras de professores e alunos, provenientes de concursos para prêmios de viajem ou para vagas de professor, cópias realizadas nos museus europeus e todo o material didático das diversas disciplinas. Esse acervo extraordinário, acumulado desde a criação da Academia em 1816, foi desmembrado em 1937: grande parte dele deu origem ao Museu Nacional de Belas Artes, continuando na Escola, de modo geral, o acervo mais ligado ao ensino e o arquivo documental – origem do Museu D. João VI, criado em 1979.

A fundação do Museu não se restringe apenas à preservação do seu acervo, mas também cumpre outro papel primordial como museu universitário: por estar ligado a uma escola de arte – seria inadmissível pensarmos numa escola de arte sem obras de arte! Tem um compromisso fundamental com a pesquisa e a produção do conhecimento. Todos sabemos as fortunas fabulosas que as universidades americanas gastam para dotar os seus departamentos de arte de coleções que possam servir de referências para seus estudos, igualando-se em importância à biblioteca como apoio à formação do artista.

Assim, o acervo do Museu D. João VI serve às aulas de desenho e história da arte, é usado como laboratório nas disciplinas ligadas à restauração e contribui na formação dos alunos dos oito cursos de graduação da EBA, pois para todos os profissionais no campo da visualidade, é importante a compreensão tanto da tradição quanto da contemporaneidade.

Como museu universitário, atende a estudiosos de todo Brasil e mesmo do exterior – uma vez que seu acervo é importante para a compreensão da arte brasileira dos séculos XIX e CC. Além disso, tem servido de base para uma das principais linhas de investigação da Pós-graduação, com uma produção significativa de dissertações, teses e publicações sobre a história da instituição e a questão do ensino artístico.

O Museu D. João VI possui aproximadamente 3.653 peças museológicas e 6.221 documentos.

 

Saiba mais sobre o Museu em: www.museu.eba.ufrj.br