NOTA À COMUNIDADE DA ESCOLA DE BELAS ARTES

 

No dia 19 de setembro a Reitoria, localizada no prédio Jorge Machado Moreira, foi ocupada por alguns estudantes oriundos do incêndio no alojamento. Foram feitas barricadas impedindo a circulação de professores e técnicos às dependências de departamentos e oficinas, causando incômodo a toda a comunidade da EBA. O Professor Dalton Raphael encaminhou uma mensagem ao seu grupo de estudantes alertando sobre a situação delicada ocasionada por tal ocupação. A referida mensagem foi retirada do seu contexto e publicada na rede social Facebook (na página intitulada Residência Estudantil UFRJ), bem como no grupo do WhatsApp da Superest. A Direção da Escola de Belas Artes repudia a difusão da mensagem e os desdobramentos que ela causou. Confiamos plenamente no Professor Dalton e temos a certeza que sua intenção não foi a de agredir ou atingir alguém em particular. Sua dedicação por muitos anos a Escola merece nossa credibilidade e acreditamos que essas palavras deturpadas ou atos ameaçadores de seus integrantes sejam repudiados com veemência.


Moção de repúdio à PEC 55/241

A Congregação da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro, reunida no dia 05 de dezembro de 2016, reitera a moção de repúdio a PEC 55/241, assinada pelo CONSUNI. Repudiamos igualmente a aprovação da Emenda Constitucional citada em 1° turno do Senado Federal, assim como a repressão violenta aos manifestantes, desferida pela Policia Militar do Distrito Federal no decorrer do ato contrário em 29/11, em Brasília.

Moção de repúdio ao grupo "UFRJ livre"

 

   A Congregação da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro , em sessão de 10 de novembro de 2016, aprova moção de repúdio ao grupo "UFRJ livre" por suas ações de intimidação e ataque à livre expressão e à diversidade de raça, gênero, religião e classe da comunidade universitária. A história da UFRJ está associada à história de luta contra todas as formas de opressão, preservando sempre a integridade física e a liberdade de pensamento. Com isso, a Congregação da EBA sente-se no dever de manifestar em nota pública seu repúdio à iniciativa deste grupo de instaurar na UFRJ atos que ameaçam o Estado Democrático de Direito.